Outubro Rosa: diagnóstico precoce pode salvar vidas

Rio Imagem disponibiliza 6 mil vagas de mamografia no estado por mês

Esse mês se comemora o Outubro Rosa, o movimento mundial que visa chamar a atenção para a prevenção do câncer de mama. A mamografia é o exame mais importante na luta contra a doença e deve ser realizada a cada dois anos em mulheres com idades entre 50 e 69 anos, segundo indicação do Ministério da Saúde. A Secretaria de Saúde, através do Rio Imagem, disponibiliza mensalmente cerca de 6 mil vagas para a realização do exame, mas muitas mulheres não comparecem às consultas. De cada dez pacientes que têm mamografias agendadas, cinco não comparecem ao procedimento. A alta taxa de desistências preocupa, já que a doença responde por cerca de 25% dos casos novos de câncer a cada ano.

– Conseguimos retomar 100% dos serviços do Rio Imagem e colocar todos os exames à disposição da população. As mulheres encaminhadas ao Rio Imagem levam em média 15 dias para agendar a mamografia e após se submeterem ao procedimento, o resultado sai em até 7 dias. Caso seja preciso fazer uma biópsia, a paciente é encaminhada automaticamente para realizar lá mesmo o procedimento. É uma corrida contra o tempo, por isso o diagnóstico precoce é tão importante – disse o secretário de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

A indicação do Ministério da Saúde é que a mamografia de rastreamento seja realizada a cada dois anos em mulheres entre 50 e 69 anos. Mas em casos específicos, como doença na família, a recomendação dos médicos é que a avaliação seja feita antes dos 35 anos. Além disso, o tempo entre a detecção da doença e o início do tratamento deve ser de até 60 dias.

– Quando detectado em fase inicial, há mais chances de tratamento e cura. O autoexame também é muito importante. A paciente precisa observar qualquer sintoma fora do comum e conversar com o seu médico. A mamografia é o principal método de triagem para detectar precocemente os tumores de mama. Por isso, o médico deve fazer o alerta e explicar ao paciente a importância de realizar esse exame – afirmou o chefe de ginecologia do Hospital da Mulher Heloneida Studart, Bruno Kozlowisk.

Os exames são agendados pelos municípios, que têm acesso ao sistema e fazem a marcação direta no Rio Imagem. Eles são responsáveis também por inserir os dados das pacientes online.

– As unidades municipais acessam o sistema e fazem a marcação do exame. Além disso, embora o Rio Imagem esteja entregando todos os exames online, a mamografia é entregue em mãos e as pacientes recebem o laudo impresso e os filmes com os exames. Esse resultado sai em até sete dias – explicou a coordenadora do Rio Imagem, Rivana Donola Ferreira.

Outubro Rosa: diagnóstico precoce pode salvar vidas
3.2 (63.24%) 37 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *